novembro 01, 2013

Terramoto de 1755 no Algarve

“Todo o Reyno do Algarve padeceu grandes estragos com o terramoto por ser huma Costa do Oceano sujeita aos seus efeitos, como tem experimentado em outras ocasiones (…) não houve Villa, ou Aldeya deste Reyno, que não padecesse muito.”

in: Moreira de Mendonça, 1758, p. 155-156

“… debaixo de suas ruínas ficarão submergidas povoações inteiras, mormente as marítimas. Pelas 9 ½ horas da manhã do predicto 1.º de novembro, estando o dia claro e sereno como d’estio, vento N. O., ouvio-se hum grande trovão surdo; e logo passados 3 ou 4 minutos principiou a tremer a terra com espantosa violência; o mar recolheo-se em parte mais de 20 braças, deixando as praias em sêco; e arremetendo imediatamente para a terra com tamanho ímpeto, que entrou por ella dentro mais de huma légua, sobrepujando as mais altas rochas; tornando a retrahir-se e romper por três vezes dentro de poucos minutos, arrastando no fluxo e refluxo enormes massas de penhascos e edifícios; e deixando por isso arrazadas quasi todas as povoações marítimas.”

in: Baptista Silva Lopes, p. 14