março 08, 2014

Moura ou simplesmente uma galante algarvia?

"...Parece que estamos vendo a moura Fátima, arrimada ao bocal do poço Vaz Varella – proximidade d’um extincto mosteiro carmelita [em Tavira] – pedindo a toda a gente que a desencante! Suprema illusão: a nossa moura é simplesmente uma galante algarvia, de cabellos sedosos, que enche a cantarinha d’essa agua deliciosa, e se surprhende, como a Samaritana junto ao poço de Jacob, de que lhe pedíssemos de beber..."

in: João Arruda - Cartas d’um viajor, 1908