fevereiro 07, 2015

Flor branca

"... Algumas, de flor branca, dir-se-ia, quando passamo no comboio, que descem dos cerros a correr como um véu alvo e flutuante. Outras destacam na planície como cabeleiras polvilhadas, ou, mais longe, lembram ténues fantasmas que vão esvair-se, e noutras, ao pôr-do-sol, parece que sobre elas caiu em flocos uma chuva de neve..."
in: Guia de Portugal II-  Estremadura, Alentejo, Algarve, p. 199