janeiro 12, 2015

Crónicas Algarvias - Albufeira

«Desço da camioneta no jardim onde o vale, estreito até ali, se abre numa curva e alarga pela avenida até à praia dos pescadores. Com redes estendidas, barcos varados na areia, todos de proa voltada ao mar. Aos lados, as arribas tapam-se de casas, num amontoado de paredes de cal contra o azul do céu.» 


in: FONSECA, Manuel da, 1987, Crónicas Algarvias, Caminho, 2.ª Edição.